playlist Music

domingo, 19 de outubro de 2014

MICHAEL MUSILLAMI TRIO - PRIDE (2014)


Com dez álbuns como líder em seu portfólio, o guitarrista e compositor, Michael Musillami permanece desproporcionalmente sob os radares do domínio público. Trabalhando em formatos de duo a octeto e inspirado em artistas clássicos como John Coltrane e Miles Davis, Musillami tem um toque privilegiado para arranjar e reunir o tradicional e as improvisações elaboradas em caminhos acessíveis. “Pride” apresenta seu trio estabelecido há uma década, formado pelo baixista Joe Fonda  e baterista George Schuller , uma seção rítmica formada para esta espécie de versatilidade.

Tendo trabalhado no começo de sua carreira com o baixista Mario Pavone  e com o falecido saxofonista Thomas Chapin , Musillami tem várias vezes acrescido ao seu costumeiro trio o  trompetista Dave Ballou , o saxofonista Tom Christensen  e o pianista Peter Madsen, que tem trabalhado em duo com o guitarrista. A notável  pianista Kris Davis  e o saxofonista  Jimmy Greene  adicionam seus consideráveis talentos ao primeiro disco desta coleção. O violinista Mark Feldman —outro antigo colaborador de Musillami —contribui significativamente com o segundo disco de “Pride”.

Musillami oferece um número de peças gravadas anteriormente em estúdio  em forma realçada no disco 1 e uma gravação ao vivo no disco 2 e em cada caso seus arranjos e contribuições improvisacionais para o grupo inspira nova vida nas composições. "Uncle Fino's Garden" abre o disco com vibrantes  acordes iluminados de Musillami com um toque ágil e seguido por um mais intrincado arranjo de notas simples. Estabelece-se o balanço de Davis mais ao lado da melodia e reorientando o som ao ponto que só uma completa parada permite Musillami recuperar a liderança. "Bald Yet Hip (Intro)" com um excelente solo de Fonda, e a subsequente peça principal ,demonstra porque Davis é um dos mais demandados músicos dos anos recentes. Ela toma a peça do lírico ao abstrato e retorna em alteração de performances sem emendas.

Há uma plenitude de  interações atrativas entre Greene e Musillami em "Courageous David B.", uma das duas aparições de Greene em “Pride”. Em ambos os casos Greene utiliza o tenor através de completa extensão enquanto Musillami livremente ancora a melodia. "Mountain Pride" é uma vitrine para a inventividade musical de Musillami e sutileza tonal. "Wild Things Music" a música de número quatro da suíte contratada que envolve o disco 1, está baseada no livro infantil de Maurice Sendak de 1963, “Where the Wild Things Are”. Musillami inicia a sessão com um som mais elétrico e aguçado para a natureza ousada da origem.

No disco 2— gravado ao vivo na Firehouse em New Haven, Connecticut— a presença de Feldman adiciona um elemento distintivamente diferente do disco anterior. Em "Swedish Fish" ele oferece uma tomada alternativa à versão em estúdio, que é originalmente uma contribuição relativamente abreviada de “Pavone Pivot (CD Baby, 2002)”. Feldman adiciona um singular e híbrido jazz de câmera europeu e suíngue ocidental, que muda completamente a dinâmica do grupo. "Beijing"— a faixa título deum  lançamento anterior do trio de Musillami (“Playscape Recordings, 2002”) similarmente ornamenta o original. Feldman concede apenas a entonação certa para a peça com um leve toque asiático saudado pela  semelhança de uma pipa chinesa para favorecer o efeito.

Cravado bem sobre duas horas, “Pride” é uma seleção inteiramente revigorante e moderna  que não só apresenta destaques vigorosos de Musillami como instrumentista , compositor e líder, mas principalmente como um mestre improvisador com uma compreensão de aspectos individuais das performances. Fonda e Schuller sobrepujam a capacidade de assumir  desafios e  continuamente constroem as mudanças da música. O núcleo do trio gera energia e alimenta  o mesmos efeitos para estender o escopo da improvisação. “Pride” é sedutor em cada nível e uma grande  realização de Musillami.

Faixas: Disco 1: Uncle Fino’s Garden; Bald Yet Hip (bass intro); Bald Yet Hip; Old Tea; Courageous David B.; Mountain Pride; (Wild Things Music): Max’s Wolf Suit; Max’s Moods; Wild Rumpus Music; And It Was Still Hot. Disco 2: Swedish Fish; Human Conditions; Beijing; Today the Angels.

 Músicos: Michael Musillami: guitarra; Joe Fonda: baixo; George Schuller: bateria; Kris Davis: piano (disco 1); Jimmy Greene: saxofone tenor (disco 1: 3, 5); Mark Feldman: violino (disco 2).

 Gravadora: Playscape Recordings

Estilo : Jazz Moderno

Fonte: KARL ACKERMANN (AllAboutJazz)

 

Nenhum comentário: